Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.2/5 (5 votos)










Total de visitas: 343

IGREJA DE DEUS (7 DIA) pomerode

IGREJA DE DEUS (7 DIA) pomerode

 

Pontos Fundamentais de nossa Fé

 
DEUS:Criador dos Céus e da Terra. Gen. 1 : 1; Apoc. 14 : 7
O ESPÍRITO SANTO: atuação de Deus em poder; força que convence o pecador e que nos inspira, desperta e guia ao pleno conhecimento da verdade. João 14:26 e 16:13.
JESUS CRISTO: Filho unigênito de Deus, nascido de Maria por obra do Espírito Santo. E o Cristo ou Messias, Salvador e Redentor dos que o recebem. João 1:18; Mateus 16:16; Lucas 1:26-35; Tito 2:14.
A BÍBLIA: Palavra de Deus, infalível, única forma de orientação de Fé, cujos ensinos contém a completa revelação do plano da salvação e da vontade de Deus para o homem. II Pedro 1:20,21; Romanos 15:4; II Tim. 3:15-17.
Existência de satanás, adversário de Deus e Seu Povo, enganador, com poderes para transfigurar-se em anjo de luz. Mentiroso desde o princípio; será destruído no Lago de Fogo. Os santos devem resistí-lo. Apoc. 20:2; I Pedro 5:8; Apoc. 12:9; João 8:44; Apoc. 20:10.
Queda do homem. Criado à imagem e semelhança de Deus, porém pela desobediência trouxe maldição, tristeza e morte sobre toda a humanidade. Gen. 1:26, 27; Gen. 3:16-19; Rom. 5:12.
Punição dos ímpios: morte, não porém eterno sofrimento, quando serão lançados no Lago de Fogo, após o Juízo Final. Mat. 10:28; Rom. 6:23; Isaías 1:28; Salmos 104:35; II Pedro 2:6; Sal. 37:20; Mal. 4:1,3; Apoc. 20:15.
Plano de Salvação: única forma de se adquirir a imortalidade, a Vida Eterna, preparado por Deus para que o homem possa escapar da segunda morte, da qual digno por causa do pecado. Jesus se entregou em nosso lugar, derramando Seu sangue para nos remir de nossas culpas; ressuscitou, vencendo triunfante a morte. II Pedro 3:9; João 3:16; Rom. 5:10,11; I Pedro 2:24; Atos 20:28; I Cor. 15:13-23.
Arrependimento e Batismo para Remissão de Pecados: Após o arrependimento, o novo convertido deve ser batizado em Cristo Jesus, ingressando assim na Igreja, o Corpo de Cristo. O batismo bíblico é realizado por imersão, em Nome do Senhor Jesus Cristo, simbolizando morte e sepultamento do velho homem e ressurreição de uma nova criatura para andar em novidade de vida. Mat. 3 :16; Atos 8: 38,39; Atos 2:38,39; Atos 8:16; Atos 10:48; Atos 19:5; Atos 22:16; Rom. 6: 3-6; Col. 2:12. (Ver também admissão item 30).
Conduta Cristã: As Escrituras condenam o mundanismo. I João 2:16. O Cristão não deve conformar-se com o mundo, mas transformar-se, ser o sal da terra e luz para o mundo Rom. 2:12; Efés. 4 : 23,24; Rom. 8:12-14; I Tim. 4:12; Mat. 5:16; I Pedro 2:11,12; Gal. 5:16-21; I João 2: 15-17 ; Col. 3: 1-10. Nossos corpos são templos do Espírito Santo; recusamos todas as práticas ou hábitos contra o nosso corpo. I Cor. 3:16,17; II Cor. 6:16; 7:1; Tiago 1:14,15; Tito 2:12.
Alimentação: limpa e imunda. O povo de Deus não profana o templo do Espírito Santo, usando de carnes e comidas imundas. Gen. 7:1-3; Lev. 11:2-47; Deut. 14:3-20; Isaías 65:1-5; 66:17; Atos:109-14. Também se abstém do sangue, animais sufocados, dilacerados ou mortos por si e sacrificados aos ídolos.
ORAÇÃO, Jejum, modos de orar: Oramos a Deus em Nome do Senhor Jesus Cristo, único mediador e Sumo Sacerdote. Orações sempre que possível são de joelhos e com as mãos levantadas para os céus. Geralmente, enquanto uma pessoa ora, a Igreja participa com confirmações e palavras de louvores e ações de graças. Pode-se haver orações coletivas desde que autorizadas pelo dirigente dos trabalhos. O jejum em particular ou coletivamente, mas sempre de forma espontânea. É bíblico se chamar os Presbíteros para orar e ungir aos enfermos, no objetivo do alcance do perdão e da cura divina. Col. 3:17; Lucas 22:41; Atos 7:60 e 20:36; I Tim. 2:8; Tiago 5:14-20.
Uso do véu, de tecido não transparente, pelas varoas, durante as reuniões. I Coríntios 11: 1-16.
Mulheres: Não devem cortar os cabelos, não trançá-los ou encrespá-los. Trajes dignos de santas, não devem ser curtos, decotados ou transparentes, não usarem trajes masculinos. I Tim. 2 : 9; I Pedro 3: 3-5; Apoc. 16:15; Deut. 22:5; Não usar pinturas e nem as vaidades mundanas. II Reis 9:30.
Comunhão: Ceia do Senhor, celebrada com pão asmo e com vinho puro. Mat. 26:17; Marcos 14:12; Luc. 22:7; Êxodo 12:18,19; Deut. 32:14.
Lava-pés: Realizado durante o ato cerimonial da Ceia, como obediência ao exemplo de humildade dado por Jesus. João 13: 1-17; Luc. 14:11; Tiago 4:10.
Dons espirituais:Deus pode conceder seus dons, batizando Seus servos com Espírito Santo, para aperfeiçoamento dos santos e desenvolvimento de Sua obra. João 14:26; 16:13; Atos 1:4,5; 2:38,39; Gal. 5: 18-25; I Cor. 12.
Saudação com a Paz: Paz Seja Contigo, Convosco, nesta casa, Juízes 6:23; 19:20; Dan. 10:19; Luc. 24:36; João 20:19,21,36; Luc. 10:5,6.
Saudação com Ósculo Santo: Não usada como costume, mas praticada nos momentos certos. Foi usada por Jesus e ensinada pelos Apóstolos: Luc. 7:45; Atos 20:37; Rom. 16:16; I Cor. 16:20; II Cor. 13:12; I Tess. 5:26; I Pedro 5:14.
Os Dez Mandamentos: Lei Divina que mostra o pecado. Permanece intacta conforme foi dada e é para ser observada pelo cristão. Rom. 8:4; Êxodo 20:3-17; 31:18; 32:16; Tiago 2:10; I João 3:4; Rom. 3:20; Mat. 5:17.
O Sábado: Quarto Mandamento do Decálogo, dado para repouso e serviço de adoração ao Senhor Deus. Memorial de criação e sinal do povo de Deus. Gen. 2:3; Êxodo 20:8-11; Luc. 4:16; Luc. 23:54-56;Atos 16:13.
Casamento: Instituição Divina e honrosa. O casal não deve separar-se; caso aconteça devem ficar sós ou se reconciliarem. Divórcio e novo casamento: Aqueles que se casarem de novo, após um divórcio, salvo se tal divórcio for por infidelidade ou adultério, cometem adultério. I Cor. 7: 10 ? 16; Mateus 5: 31,32.
Morte e Ressurreição: Não há consciência na morte. Na morte, o fôlego de vida ou espírito do homem sai e ele retorna ao pó; naquele dia perecem todos seus pensamentos. Ele permanece neste estado de total inconsciência até o dia de sua ressurreição. Ecl. 9:5,6; Jô 14 : 13,14; 17:13; Salmo 146:4; João 11:11-14; Hebreus 11: 39,40.
Ressurreição dos mortos: Na segunda vinda de Cristo os justos mortos ressuscitarão para a imortalidade. Reinarão 1.000 anos com Cristo. Os ímpios mortos só ressuscitarão após o milênio para juízo e condenação ao lago de fogo e enxofre. Atos 24:15; João 5:28,29; II Tim. 4:1; II Tess. 4:16; I Cor. 15:51,52; Apoc. 20:5; 20:13-15.
A Igreja: A Bíblia nos apresenta somente uma Igreja, uma Noiva, um corpo do qual Jesus é a cabeça. Ef. 1: 22,23; Col. 1: 18,24. As Escrituras identificam a Igreja como a Igreja de Deus: Atos 20:28; I Cor. 1:2; 10:32; 11:22; 15:9; IICor. 1:1; Gal. 1:13; I Tim. 3:5 e I Cor. 11:16. O termo entre parênteses ( 7°Dia) nos qualificam como observadores do Santo Sábado, distinguindo a Obra das seitas que usam o mesmo nome.
O Ministério: São duas as sagrações ministeriais: presbítero e diácono; que são de escolha da Igreja. As demais funções ministeriais são dons dados por Deus: Pastor, Doutor, Profeta, Evangelista, as quais são concedidas por imposição de mãos (ordenação) do ministério. As esposas devem ser obedientes à Palavra. I Tim. 3: 11. Deve-se respeitar os pastores, presbíteros, diáconos, evangelistas e missionários pois são escolhidos por Deus para administrar e instruir Seu povo. Entre os integrantes do Ministério haverá cordialidade, respeito e consideração. Ef. 4:8-16; I Cor. 12:28 Atos 13:1; Heb. 13: 7, 17; Tito 1 : 5; I Tim. 3:8-13. Só poderão ministrar os ofícios sagrados os obreiros devidamente credenciados, e com a credencial revalidada e atualizada pela Diretoria da União Nacional das Igrejas de Deus (7°Dia) no Brasil - UNID.
Manutenção Financeira: É feita por dízimos, ofertas ou contribuição além dízimo. Além dízimo, foi o que sucedeu aos irmãos da Igreja de Deus, na era apostólica que vendiam seus bens e doavam à Obra . Gen. 14: 18-20; Heb. 7: 1-6; Gen. 28:20 -22; Mal. 3:10; Luc. 11:42; I Cor. 9: 7-13 ; I Tim. 5: 17,18; I Cor. 9:14; II Cor. 9: 6,7; Luc. 21: 1- 4; Atos 2:45; 4:37. Todas as Igrejas, missões ou membros isolados de nossa Fé, devem enviar regularmente as contribuições devidas, à sede da UNID. (provisoriamente Laranjeiras do Sul Pr.)
Guerra carnal: O povo de Deus deve amar a humanidade e trabalhar em favor de sua salvação. Visto que devemos amar até mesmo os inimigos, concluímos que o servo não deve participar em guerras. Rom. 12:17, 19:21; Mat. 5:43,44; João 18 :36; Mat. 26: 51,52; II Cor. 10:4.
Dias e festas pagãs: Domingo, Natal, Páscoa, Quaresma e outros dias considerados santos pelos homens, sem apoio nas Escrituras, não teremos por verdadeiros nem os comemoraremos. O único Dia Santificado por Deus é ignorado e ainda honram outros deuses. Rom. 1:25; Jer. 10:2; Apoc. 2:20. O Dia é o Santo Sábado, o sétimo dia.
Admissão de Membros ou obreiros das denominações religiosas, será mediante:
a) Aceitação do Estatuto da UNID, das Igrejas filiadas, e dos pontos fundamentais de Fé aqui constantes.
b) Receber o batismo das águas em Nome do Senhor Jesus Cristo, conforme o item 09 destes pontos, principalmente se o oficiante do batismo anterior, bem como o batizando não eram observadores de pontos como os de n° 01,09, 11, 20 e 21. A Igreja de Deus (7°Dia) no Brasil não pode edificar sobre base que outros construíram.
c) Submissão à nova sagração ministerial, caso a juízo da União Nacional das Igrejas de Deus (7° Dia) no Brasil - UNID, o interessado possua dons e idoneidade para o Ministério, pelas razões já expostas. A UNID poderá propor um período de observação, experiência e adaptação, neste caso.
Profecias Bíblicas e sinais de seus cumprimentos: Homens santos de Deus escreveram movidos pelo Espírito Santo as profecias, cujo objetivo é nos trazer luz e conhecimento dos fatos à acontecer, da segunda vinda de Cristo, Armagedom, Milênio, etc...É mister estarmos atentos, para não sermos ignorantes à proximidade da vinda do Mestre e aos acontecimentos que se desenrolaram em nossa época. II Pedro 1:19-21; Mat. 24: 1-41; Lucas 21: 6-33; Tito 4: 1-3; II Tim. 3 : 1-7.
Restauração de Israel: É um sinal que o retorno de Cristo está próximo. Os atos promovidos contra a Nação de Israel.
Segunda vinda visível do Senhor Jesus Cristo. Após o arrebatamento dos salvos, da Igreja Militante e Dormente, em glória, serão os santos recompensados. Das alturas o Senhor descerá com a Igreja gloriosa, para intervir na grande batalha, conhecida por Armagedom, e estabelecer Seu reinado milenar, assentando-se sobre o Trono de Davi e reinando com os santos Sobre os sobreviventes desta catastrófica batalha. Atos 1:9-11; João 14:1-3; Atos 3:20; Jó 19: 25-27; I Tess. 4 :16; Apoc. 1: 7; Mat. 25: 31-32; Luc. 1:32.
Reino Milenar de Cristo sobre a Terra: Durante o Milênio, período de restauração de todas as coisas ou regeneração, o Planeta será renovado, os santos, como Reis e Sacerdotes, reinarão sobre a Terra com Cristo, sobre as nações sobreviventes. Será uma era de paz e prosperidade. Satanás será preso por mil anos; a besta e o falso profeta serão lançados no Lago de Fogo e Enxofre e todos os inimigos de DEUS serão julgados. Após os mil anos, satanás será solto por um pouco de tempo; sairá a enganar as nações as quais serão destruídas, na tentativa de atacar a Capital do Reino Milenar, Jerusalém terrena. Satanás finalmente será lançado no Lago de Fogo , virá o Juízo Final e a destruição do último inimigo, a morte. Apoc. 11:15; Zac. 14:4-9; Dan. 2: 34,35,44,45; Apoc. 5:9-10; 19:19,20; 20:4-15; Atos 3 : 21; Mat. 19:28; I Cor. 15: 24-28; Isaías 2:2; Miquéias 4 : 1- 4; Daniel 7: 18,22,27.
A Nova Terra após concluso o Milênio, a destruição do último inimigo, a morte, a Terra estará radicalmente purificada. É Nova Terra, em condições de receber a Santa Cidade, a nova Jerusalém que descerá do Céu, como morada de Deus com os homens. É o instante da entrega do Reino ao Pai, por nosso Senhor Jesus Cristo. Deus agora com o Seu Povo, será tudo e em todos e o seu reino passa à Eternidade. I Cor. 15:24-28; II Pedro 3:13; Apoc. 21: 2-4, 10,23 e 22:1-5.
Aperfeiçoamento doutrinário: Estes Pontos Fundamentais de Fé estarão em aberto para novas revelações bíblicas. Todos os Membros, Oficiais ou Ministros em plena comunhão com a Igreja de Deus (7°Dia), poderão apresentar novas sugestões Bíblicas ao Concílio, assim procedendo: Preparar o estudo ou sugestão em cópia datilografada e remeter à Diretoria da UNID, pelo menos seis meses antes do próximo Concílio Geral e/ou Congresso. É vedado divulgar o assunto pregar ou comentar, antes da aprovação final pelo Concílio Geral. A Diretoria se encarregará de distribuir cópias de estudo aos Ministros para análise, e os mesmos manterão sigilo. Se o assunto entrar na pauta do Concílio, será nomeado um Pastor que, após a exposição e resposta de perguntas pelo proponente, apresentará argumentos contra a nova sugestão, abrindo-se assim a discussão da matéria pelo Concílio.